Férias em Natal – Diário de Viagem

2 Dez

Dunas de Genipabu

Já faz um tempo que voltei de Natal, mas só agora consegui colocar os arquivos e fotos em ordem. Todo o roteiro da viagem, com os passeios, restaurantes e os preparativos estão publicados aqui:

http://livre.blog.br/category/diario-de-viagem/

Para ver as fotos, entre em:

picasaweb.google.com/savioladeira

Agora, de volta a vida normal do trabalhador brasileiro.

Restaurantes de Natal – Diário de Viagem

12 Nov

O voo da volta atrasou. Pouca coisa. Chegamos no aeroporto as 20h para descobrir que o avião que viria pegar a gente ainda não tinha nem decolado do Rio de Janeiro. Ou seja, fomos remarcados para um outro voo as 2h da manhã. Já que estamos sem fazer nada no aeroporto, resolvi escrever sobre os restaurantes de Natal. Falei muito pouco sobre eles nos post anteriores e vou aproveitar para fazer um breve resumo.

Camarões

Camarões Potiguar
É tipo um Outback regional. Tem muitas opções de camarões e outros frutos do mar e a qualidade da comida é incrível. O preço é um pouco acima do que se paga para comer em Natal, mas vale cada centavo. Inclusive não deixe de pedir as sobremesas. Apesar deles não possuem serviço de traslado para buscar você no hotel, recomendo ir jantar pelo menos um dia nesse restaurante.

Av . Engenheiro Roberto Freire, 2610
(84)  3209-2424
www.camaroes.com.br

Farofa D’Água

Farofa D'Água


Os pratos são bem caprichados, tanto em quantidade como em sabor. Tem bastante variedade e preços bastante parecidos com o de outros restaurantes de Ponta Negra. No cardápio, tanto pratos da região como alguns churrascos típicos da região sul. Fomos duas vezes.

Av. Praia de Ponta Negra, 8952
(84) 3219-0857

Barraca do Caranguejo

Barraca do Caranguejo


Não se iluda pelo nome. Lá você vai é comer muito camarão. São uns 20 pratos diferentes feitos com camarão, servidos em rodízio. O preço também é muito bom. Imperdível!

Av. Erivan França, 1780
(84) 3219-5069

Rio Restaurante

Rio Restaurante

A decoração é baseada no Rio de Janeiro, com uma réplica do Cristo logo na entrada. Dentre os lugares que fomos, esse tem um dos melhores custo-benefício. Sem contar que a caipirinha de lá foi uma das melhores que tomei em minha vida (e ainda foi cortesia). Como era perto do hotel, eles ofereceram o serviço de traslado para levar a gente para a balada.

Rua Erivan França, 1453
(84) 3219-3489

Casa de Taipa

Casa de Taipa


Dizem que é a melhor tapioca de Natal. E realmente era muito boa. A única tapioca da minha vida que comi e era crocante. Vale a pena dividir o prato, já que é bem grande. Quando for lá, aproveita e passa na loja de artesanatos do lado, a Alma Brasileira.

Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 130
(84) 3219-5798


Antes de terminar, não posso deixar de fazer uma menção honrosa ao sanduíche de picanha do Shopping Midway. Você recheia o seu pão com uma diversidade de opções e depois o cozinheiro inclui a picanha em cubos e coloca o lanche para grelhar. Só de lembrar dá água na boca.

E com esse post encerro a minhas férias de Natal. Quem quiser alguma dica ou ainda tiver alguma sugestão, pode deixar um comentário.

Como não tinha conexão no aeroporto, esse post foi publicado posteriormente.
Para ver as fotos de toda a viagem, entre em picasaweb.google.com/savioladeira.

Golfinhos em Pipa – Natal – Diário de Viagem

10 Nov

Baia dos Golfinhos

Estou encantado com os golfinhos!

Alugamos um carro e fomos até a Praia de Pipa em Tibau do Sul. Como estamos em quatro pessoas, saiu muito mais barato que fechar um pacote. Sem contar que, de carro, podemos fazer nossos horários (dica da nossa amiga Lu). Passamos por Pipa, fomos até a Praia do Amor, caminhamos pelas falésias, mas o melhor do passeio foi ir na baia dos Golfinhos.

Foi realmente emocionante. Simplesmente ficamos sentados na areia observando os golfinhos nadando bem próximos à praia. Tão pertos que, quando fomos nadar, parecia que estávamos nadando com os golfinhos. Sensação para ficar na memória, pois era impossível tirar foto deles. Sem dúvida foi o lugar que mais me marcou. Estou realmente encantado!

Agora a noite iremos no restaurante Caramões para aproveitar o aluguel do carro e, amanhã, voltaremos para São Paulo. Fim de viagens são tristes, mas valeu cada momento.

Como a conexão à internet no hotel era bastante instável, esse post foi publicado posteriormente.
Para ver as fotos de toda a viagem, entre em picasaweb.google.com/savioladeira.

Mergulho em Maracajaú – Natal – Diário de Viagem

8 Nov

Maracajaú

Maracajaú é uma praia de onde é possível fazer mergulhos em alto mar. O barco se afasta 7 quilômetros da costa, em uma região de recife. Lá é possível observar peixes e corais mesmo com equipamento básico de mergulho (máscara e snorkel).

É legal pois os intrutores levam iscas que tiram os peixes de seus esconderijos. Ele inclusive levou a gente por um tour no mar com os peixes seguindo ele. Para quem nunca mergulhou antes é uma experiência muito agradável.

Ontem fomos também visitar o castelo Lua Cheia, o albergue de Natal, e comemos a melhor tapioca da cidade. Os dois ficam na mesma rua, aliás era o lugar das baladas jovens com diversas opções de barzinhos. Agora vamos alugar um carro para conhecer a Praia de Pipa, o que provavelmente será o nosso último passeio dessa viagem.

Como a conexão à internet no hotel era bastante instável, esse post foi publicado posteriormente.
Para ver as fotos de toda a viagem, entre em picasaweb.google.com/savioladeira.

City Tour e Dunas em Natal – Diário de Viagem

6 Nov

Dunas de Genipabu

Mais dois dias em Natal. No segundo dia, o passeio foi o tradicional City Tour e, hoje, o passeio de buggy. Nem preciso dizer que o passeio pelas dunas foi o melhor.

Os dois passeios forem feitos pela Luck Receptivo, sendo que o city tour já veio no pacote fechado pela TAM Viagens. Foi bem gostoso. Conhecemos o maior cajueiro do mundo em Pirangi do Norte, andamos sobre um recife e depois demos uma volta pela cidade. O recife foi onde mais nos divertimos, pois dava para entrar nas piscinas naturais formadas pela maré baixa e ver alguns peixes. O cajueiro é realmente muito grande, mas não entramos na floresta formada por ele pois tinha que pagar, então só vimos de fora mesmo. Na cidade, fomos também ao Forte dos Reis Magos com um guia contando todos os detalhes da construção para evitar a invasão de inimigos. Eu fiquei impressionado!

Hoje fizemos o passeio de buggy pelas dunas de Genipabu. Fechamos o pacote por 300 reais (75 reais por pessoa) pela Luck também. Parece que é a única agência que inclui as dunas móveis e que realmente são as mais emocionantes. Quem for para Natal não pode deixar de fazer esse passeio e, se alguém falar que as dunas fixas são tão emocionantes quanto as móveis, estará mentindo. O começo do passeio é pelas fixas, depois vai em algumas praias, uma parada para tomar banho em uma lagoa e outra para almoçar. Também vai no esquibunda e no aerobunda (fomos nos dois e deu vontade de ir de novo). Na volta, ele vem pela dunas móveis. Pedimos com meia emoção e já foi emocionante o suficiente! Imagina com emoção total? Se não fosse tão caro, com certeza repetiria.

Fechamos um pacote para o mergulho em Maracajaú em uma agência em um shopping. Ficou em 80 reais por pessoa, incluindo o transporte até o local, o barco até os recifes em alto mar e o equipamento básico de mergulho (máscara e snorkel). Dizem que é parecido com os recifes que fomos ontem, mas depois eu conto como foi.

Como a conexão à internet no hotel era bastante instável, esse post foi publicado posteriormente.
Para ver as fotos de toda a viagem, entre em picasaweb.google.com/savioladeira.

Chegada em Natal – Diário de Viagem

4 Nov

DBeach Resort

O hotel é maravilhoso! Essa é a primeira frase que veio a minha cabeça quando cheguei. Uma vista linda, perto da praia, três piscinas, quarto com varanda e outras coisas que ainda nem vi direito. Podem conferir pela foto acima.

Chegamos hoje em Natal, fomos recebidos no aeroporto pela Luck e levados direto para o hotel D’ Beach. Fiquei bastante contente com o serviço de recepção, com o hotel, mas não sei se tudo é realmente bom ou eu que estou feliz de estar de férias. Com o tempo faço uma avaliação melhor.

Primeiro dia, nada programado. Dia de conhecer o hotel, passear na praia, curtir uma piscina e, claro, comer. No almoço fomos em um restaurante na rua da praia, em Ponta Negra, bem perto do hotel (tem vários restaurantes por aqui, é até difícil escolher). Mas, para o jantar…

Falamos com os seguranças do hotel, queríamos ir em algum lugar fácil, nada muito para turista. Sugeriram um tal de shopping novo com um Extra dentro. Também pensamos em comprar algumas bolachas e outras coisas para deixar na geladeira do quarto. Na hora não entendemos direito o nome do lugar, pensamos que era algo parecido com Miruá. E lá fomos nós.

Perguntamos qual ônibus ia no tal Miruá. As pessoas também não entendiam direito, mas nos indicavam. Será que era longe? Sempre respondiam que não e que valia a pena, pois era um bom shopping. Acho que devíamos ter contado que podia ser qualquer lugar comum. No final das contas, o ônibus passou por uns seis shoppings e uns três hipermercados antes de chegar no tal Miruá. Na verdade se chamada Midway e, quando finalmente chegamos lá, só conseguíamos pensar em praça de alimentação. Era realmente um bom shopping, mas nem curtimos direito pois já era tarde. Aproveito para recomendar um sanduiche de picanha de lá que você mesmo monta. Uma delícia!

Amanhã é o dia do City Tour, depois escrevo contando como foi.

Como a conexão à internet no hotel era bastante instável, esse post foi publicado posteriormente.
Para ver as fotos de toda a viagem, entre em picasaweb.google.com/savioladeira.

Vou para Natal – Parte 4 – Diário de Viagem

31 Out

Mala de Natal

Faltam poucos dias para a tão esperada viagem. Chegou a hora de arrumar a mala. Esse momento pode ser um martírio para muita gente, mas pode ser muito simples também. Basta ser organizado. Fazer uma lista é muito importante. Se estiver com preguiça, procure alguma pronta na internet e só adapte para suas necessidades.

Eu sou contra colocar muitas roupas reservas. Por que levar duas calças jeans se ficarei o tempo todo na praia? Se furar, sujar ou algum outro imprevisto, não é tão difícil assim comprar outra. Claro que isso depende muito do seu destino, mas é fácil encontrar supermercados que vendem quase tudo.

Tem alguns itens importantes em que é preciso dar atenção especial. Por exemplo, eu uso lentes de contato, por isso não posso esquecer de levar os óculos. Perder uma lente pode dificultar bastante até mesmo o trajeto até uma ótica para comprar um par novo. Isso vale para carregador de celular e outros acessórios que você não costuma usar diariamente. Faça uma lista especial só para esses itens.

Se der, tente se planejar com antecedência. Assim pode lavar as roupas que quer levar e já deixá-las separadas, comprar antes os itens que faltam. É bom para não se desesperar na última hora. Já que estamos falando de férias, o melhor é evitar qualquer aborrecimento desnecessário.

Eu embarco para Natal na semana que vem. Esse é o último post sobre os preparativos. Se der tempo, escrevo de lá. Se não der, até a volta.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.